Deixo o PDT para ingressar na Rede Sustentabilidade

jorge rede

Carta para Beth!

Beth, você é minha companheira de vida há cerca de 30 anos. Tomei uma decisão muito importante. Depois de 28 anos vou deixar o PDT, partido onde dediquei a maior parte de meus anos na política, e solidifiquei ideais de justiça social.

Esta foi uma das mais difíceis decisões que já tomei em minha vida. Construí uma história no trabalhismo brasileiro. Atualmente sou o parlamentar com maior número de mandatos no partido. Sair significa deixar companheiros e amigos que cultivei ao longo destas quase três décadas de dedicação total ao PDT.

Circunstâncias locais e nacionais fizeram-me tomar esta decisão. Também conta o envelhecimento das propostas que sempre defendi com tanto fervor. Falta, neste momento grave de nosso país, líderes como Leonel Brizola, Getúlio Vargas, ou Dom Pedro I, para conduzir e libertar nosso povo.

Os líderes atuais só se preocupam com o poder pelo poder, a qualquer preço, sem compromissos com a pátria, e os trabalhadores, que a constroem.

O Brasil não pode permanecer com esta velha política do levar vantagem sempre, dos interesses de grupos, da corrupção, do enriquecimento ilícito, das campanhas eleitorais vencidas com o dinheiro público e o caixa 2.

Há falta de compromissos éticos com o ser humano, e todos os demais seres deste planeta, berço da vida em múltiplas formas e dimensões.

Nesta encruzilhada, tomo a decisão de deixar o partido que tantas vezes construí e reconstrui em Curitiba. Deixo o poder a nível local e nacional, como fiz em 1987.

Estou disposto a começar tudo outra vez, do zero, como militante, na esperança de fazer uma nova história, uma história de relações horizontais, em rede, sem mandar e sem ser mandado, na sustentabilidade.

Sustentabilidade na amplitude do conceito: ambiental, social, econômica e muito mais. Pensando não apenas em nós, mas muito adiante, dos netos de nossos netos, além dos séculos, quando a humanidade descobrir que não está só no universo, quando conheceremos como somos conhecidos. Só se luta por aquilo que se conhece. Mas a verdadeira luta é aquela em que tem as pessoas como protagonistas, além das ideologias.

Quero que você esteja comigo nesta nova jornada. Vamos construir a Rede Sustentabilidade, que possui tantos heróis anônimos, princípios e ideais que nos identificamos.

A líder deste movimento, Marina Silva, verdadeira filha do povo, nascida e criada na floresta, símbolo maior desta causa, inspira um tempo de esperança para o Brasil, tendo a vida e o ser humano no centro.

Juntos caminharemos com fé, vendo no invisível, crendo no inacreditável para alcançar o impossível.

Com carinho, Jorge